terça-feira, janeiro 03, 2006

O Enigma

"Mãe negra, o filho e o pássaro mensageiro"
aguarela de Lívio de Morais,
para a capa do livro Moçambique Novo, O Enigma.

O Enigma*

Sou negro
para os brancos
e branco
para os negros,
mas sou mestiço!

E mesmo como mestiço
sou um paradoxo
um enigma!

Não sei se sou
um mestiço negro ou um mestiço branco
se sou mais negro
ou mais branco.
Sei somente
que sou um mestiço
um mestiço de negro
e branco
um mestiço de corpo inteiro
uma adição de negro e branco.
.
*Delmar Maia Gonçalves*
*(poeta moçambicano; poema retirado da obra "Moçambique Novo, O Enigma", 2005)

1 comentário:

Laura Lara disse...

Tudo o que é de África me encanta.
Vou voltar.