terça-feira, maio 09, 2006

Se um dia

"Retrato de Jovem"
(Óleo de
Tomás Vista, 1991)

Se um dia*

Se um dia me olhares
e vires no meu rosto uma rã,
Corre e grita aos mares
que nasceu um novo amanhã.

Dirás que guerra não há mais,
que o mundo um sorriso já traz,
que os homens são animais
e que finalmente chegou a paz.

E que só com os homens em animais
e os animais como humanidade
se pode alcançar uma vida sem ais,
eterna de amor e felicidade.

Eu serei nessa altura uma rã
e a rã será um eterno poeta,
quando nascer esse amanhã
cada um estará na sua meta.

Veremos como o mundo sem mim
e com a rã no meu lugar
gritará liberto enfim:
- a vida sorri com um novo ar.

Venham irmãos, venham ser bichos
e deixem os animais governar a terra,
verão como eles de seus nichos
darão ao mundo uma vida sem guerra.

Farão dele um eterno paraíso
de amor, paz e liberdade,
Saberão muito mais sem juízo
do que nós com tanta intelectualidade.

Se um dia me olhares
e vires no meu rosto uma rã,
corre e grita aos mares
que nasceu um novo amanhã.

*Orlando Castro*
*(jornalista angolano-português; um Homem da Cultura;
aqui há mais)

Sem comentários: