terça-feira, outubro 31, 2006

Vou Ser Senhor do Mundo

“Tempestade na Pradaria - Canadá”
(Tela em óleo de
Paiva Carvalho)

Vou Ser Senhor do Mundo*

Vou falar com o Pássaro-Rei,
vou-lhe pedir um favorzinho:
vou ver se ele me dá emprestado
sete penas brancas
para eu voar
e ir poisar no teto do mundo.

Se ele disser que sim,
estou garantido,
porque Capotona-Preta prometeu virar-me
dum passo para o outro,
em senhor da terra,
senhor das águas,
senhor dos céus,
senhor do Mundo.

Mas é se eu voar
com as sete penas brancas
e for poisar no teto do Mundo.

E porquê ele não me faz o favorzinho,
se lhe levo um punhado de milho
e se lhe digo: — Por favor?

*Jorge Pedro Barbosa*
*(poeta caboverdiano, citado
aqui)

Sem comentários: