quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Eu sou

"La chioma della sirena"
(tela de
Ugo Pierri, 2003)

Eu sou*

A guerra sou eu
e os que sendo soldados
desertaram…

A violência sou eu
e os que sendo violentos
amansaram…

A injustiça sou eu
e os que sendo cegos
enxergaram…

A cobiça sou eu
e os que cobiçando
se ofertaram…

A fome sou eu
e os que sendo famintos
comeram…

O poder sou eu
e os que sendo poderosos
enfraqueceram…

A prepotência sou eu
e os que sendo prepotentes
se humilharam…

A vida sou eu
e os que estando vivos
viveram…

A morte sou eu
e os que estando mortos
ressuscitaram…

*Amélia Veiga*
*(Poetisa angolana nascida em Portugal; do livro “As Lágrimas da Memória”, ed. Chá de Caxinda, 2006)

Sem comentários: