segunda-feira, maio 14, 2007

Pombinha, Menina de São Tomé

"Uma baía em São Tomé"
(Foto de António Jorge Soares, 2007)


Pombinha, Menina de São Tomé*

Se a Pombinha
Voa,
É porque sonha
Com futuro sem névoa.
Nasceu no colonialismo
Lutou pela Independência
Pariu para a Democracia
Participa na Cidadania
Em busca da Paz no Mundo.
É natural de São Tomé
Ilha verde
E deslumbrante
Onde o Sol é dourado
E o mar enrola na areia
Namorando-a
E o vento beija-a enternecido
As rochas fazem tranças nas ondas
E as sereias dançam o Danço-Congo.
Se a música é o aroma do futuro…
Juro!...
Quero encantar a alma
Numa melodia emocionada
Voar como o papagaio do Príncipe
Voar como o falcão
De São Tomé.
E voar… com o papagaio e o falcão
Sem nada que pese
Sem nada que pouse
Quero apenas voar…


*Fernanda Bonfim (Pombinha)*
*(Santomense, poema inédito, Setembro de 2006)

Sem comentários: