domingo, abril 23, 2006

Dia Mundial do Livro: "Deus Acorda"

"Borboletas"
(Tela de Élia Laranja)
.
"Deus pode ser uma borboleta"*

António aproveitou o regresso da viagem para apanhar imensas flores selvagens junto à tia Bijou, entre risos e brincadeiras. A ideia seria oferecê-las às freiras! O padre, esse, ficou isolado, a observar a alegria inenarrável misturada com os sorrisos puros e liberais de António e Brynner. "Deus pode ser uma borboleta branca como uma borboleta negra... Quem sabe tia Bijou? Não são estes insectos diurnos e nocturnos? Que interessa a cor?", indagava António, ingenuamente, a respirar a pureza do ar do campo selvagem, ornamentado de formigas, quissondes, grilos, osgas e sardões. Cada ser com a sua própria categoria! Cada ser com a sua própria dignidade!
.
*Ana Paula de Castro*
*(romancista angolana-portuguesa; trecho do livro "Deus Acorda", ed. Papiro editora, 2006)

2 comentários:

Élia Laranja disse...

DEUS pode ser aquilo que a nossa imaginação quiser...
Obrigada por ter escolhodo a borboleta e o meu quadro:)
Um abraço
Élia Laranja
www.elialaranja.com

Anónimo disse...

"Deus Acorda"escrito com uma sensibilidade rara retrata fielmente o antes e o pós 25 de Abril.
Parabéns à escritora
M. Castro