domingo, agosto 27, 2006

Santomensidão

"Cascata"
(fotos de STP por
Pedro Norton de Matos, Novembro.2005)
.
Santomensidão*

O poema está no ritmo
do nosso sangue cruzado. Na idade
da nossa santomensidão

cheiros de terra quente
palmares de avó Sipinge
distância em distância entre
o leste e o oeste
o norte e o sul

o poema
é a única rota que deixa sulcos no cais
imensurável dos nossos atropelos

*Olinda Beja*
*(poeta e contista santomense; este poema, retirado
daqui, faz parte da colectânea “Água Crioula”)

Sem comentários: