domingo, março 21, 2010

250 - Mudo

"Pescador"

(Foto de Lobitanga)


Mudo*


A sombra da razão que não existe,

O rosto da incerteza que em mim ficou

É o grito mudo e nulo

Desta minha gente

Que tanta lágrima chorou.


*Niki Menezes*

*(poetisa e jornalista angolana; pseudónimo de Eunice Carla M. de Menezes; poema do livro “Entre a sombra e o corpo”, 2008 )

Sem comentários: